A importância da gestão de contratos nas empresas

Imaginemos, por um instante, que determinada empresa irá locar um imóvel para abrir uma loja. O aluguel é pactuado pelo prazo de cinco anos, o que possibilita, ao final do prazo, que se ingresse com Ação Renovatória (ação que somente poderá ser ajuizada no prazo máximo de um ano e mínimo de seis meses anteriores à data de finalização do prazo do contrato em vigor).

Ocorre que o tempo vai passando, e perto do final do prazo, a empresa locatária se dá conta de que, na verdade, já passou o prazo de seis meses antes do término do contrato para ingressar com a ação. O Locador quer aumentar o aluguel, e o empresário se vê entre aceitar este valor bem mais alto, ou perder o seu ponto comercial.

Agora imaginemos uma segunda situação: foi firmado um contrato com uma empresa prestadora de serviços, por um prazo determinado, sendo convencionada a renovação automática deste pacto. O término antes do prazo acarreta no pagamento de multa. Digamos que esta empresa preste serviços insatisfatórios, muito aquém do esperado. Mas, o que ninguém percebe, é que o “aniversário” do contrato passa, e a empresa contratante acaba não se manifestando contrária à renovação. E agora?

Estas duas situações podem ser evitadas com uma gestão eficiente da carteira de contratos da empresa.

A gestão de contratos é o gerenciamento de todo o ciclo de vida das contratações, englobando tanto a fase de pactuação, redação de cláusulas, e avaliação de riscos, quanto o monitoramento do cumprimento e os controles de vencimentos das obrigações.

Uma gestão eficiente de contratos pode evitar perdas financeiras, discussões jurídicas e futuros processos judiciais, e por isso se revela de extrema importância.

E você, possui uma gestão eficiente de contratos em sua empresa? É recomendável consultar uma assessoria jurídica especializada, um investimento que, com certeza, vale a pena.

OUTRAS MATÉRIAS